Wednesday, August 12, 2015

O Nembutsu da fé e da gratidão


Na nossa tradição, geralmente falamos sobre o nembutsu como uma expressão de gratidão pela certeza do nascimento na Terra Pura através do Buda Amida. Este é o entendimento correto e o mestre Rennyo enfatizou este aspecto em suas cartas de modo a auxiliar as pessoas a não confudirem o nembutsu com um ato de Poder Próprio – como por exemplo, achar que quanto mais tempo alguém passar recitando o Nome, mais chance ela terá de nascer na Terra Pura.

Mas, ao mesmo tempo que o Nembutsu é uma expressão de gratidão, é também uma expressão de fé e é possível encontrar passagens de Rennyo dizendo: “recitação do Nembutsu nascendo da fé verdadeira” Em seu Goichidaiki Kikigaki (Assim ouvi de Rennyo Shonin). Ambos os aspectos do nembutsu, a gratidão e a fé, aparecem nos textos de Rennyo e Shinran.


“Namo” de “Namo Amida Butsu”, significa “homenagem a”, que expressa gratidão e também “tomar refúgio”, que expressa fé (shinjin). É lógico que uma pessoa não pode sentir gratidão se ela não recebeu a fé. Somente quando eu confio em Amida, convencendo-me de que seu Voto Original é verdadeiro, consigo sentir a gratidão. É por isso que sempre explico o nembutsu como expressão natural da fé e da gratidão.

É natural porque não é forçado pelo meu próprio desejo e não é criado pelo meu próprio poder. É natural porque as duas manifestações de fé (shinjin) e a recitação do Nome vêm de Amida.
Nembutsu é o chamado da mãe, Buda Amida. Ela nos responde imediatamente quando nós, seus filhos perdidos nas ruas perigosas do samsara, a chamamos.  É devido ao poder do chamado da mãe e o seu amor que a criança pode dizer Namo Amida Butsu, Namo Amida Butsu, tomando refúgio e expressando gratidão. A resposta da criança é o chamado da mãe que ecoa em seu coração e ele responde Namo Amida Bu, Namo Amida Bu.

*

Há uma outra questão que incomoda algumas pessoas em relação ao Nembutsu.  Em um dia recitamos o Nembutsu o dia todo, no outro quase não recitamos. Não há problema com isso, o número de vezes que você recita não é importante. A fé não aumenta ou diminui de acordo com a frequência que recitamos o Nome, assim como a gratidão pela nossa mãe física não aumenta ou diminui porque dizemos : “Amo você, obrigada” muitas ou poucas vezes. A gratidão pela sua mãe está lá no seu coração, não importa o quanto você expresse verbalmente.
Se você permitir uma outra comparação que uso com frequência, não sentimos a nossa respiração mas isso não significa que ela não exista. As vezes a sentimos melhor quando, por exemplo, estamos fascinados com o ar fresco da montanha ou com uma bela manhã e respiramos profundamente enquanto outras vezes estamos muito apressados em nossas vidas cotidianas para nos concentrarmos nela.

Mas a respiração sempre esteve lá com você desde que você nasceu, como parte de você, mesmo que você não a experimente conscientemente a cada instante. O mesmo acontece com a fé e com o Nembutsu. A fé está lá, dentro de você, desde a primeira vez que você confiou em Buda Amida e você nasceu como uma pessoa de fé. Não importa o que você faça na sua vida diária, comendo, dormindo ou indo, indo ao banheiro, com sua namorada ou namorado, feliz ou triste, sóbrio ou bêbado, a fé está lá e não pode ser destruída (uma vez que esteja totalmente estabelecida) por ninguém, nem pela pior das suas paixões cegas. De tempos em tempos você expressa sua gratidão por Amida ao dizer vocalmente ou apenas na sua mente, Namo Amida Bu, Namo Amida Bu.
Então não se preocupe com nada, relaxe e curta, recitando o Nembutsu da fé e da gratidão quando sentir vontade. Amida não mantém os registros de quantas vezes você recitou.

0 comentarii: